Ibovespa sobe +4,42% em ajuste à alta de ontem em NY

O Ibovespa, o principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), disparou nesta sexta-feira e fechou com ganho forte de 4,42%, aos 34.398,9 pontos. A bolsa paulista chegou a subir 4,86%, na máxima de 34.543,4 pontos. Na mínima, atingiu 32.942,1 pontos. Hoje a Bovespa se ajustou ao comportamento positivo das Bolsas de Nova York ontem, quando o mercado brasileiro ficou fechado por conta do feriado de Corpus Christi. E desde a abertura do pregão, a bolsa paulista manteve-se em alta, mas os preços oscilaram bastante. Nos Estados Unidos, ontem as bolsas subiram forte em reação ao discurso ponderado do presidente do Fed (o banco central dos Estados Unidos), Ben Bernanke. Embora não haja consenso entre analistas, o mercado entendeu ontem que Bernanke mostrou maior confiança do que em depoimentos anteriores em relação ao controle da alta da inflação americana. No entanto, a maioria dos operadores admite que não se pode apostar ainda numa recuperação firme dos mercados. De fato, as expectativas em relação a um novo aumento dos juros do Fed em junho não mudaram. E também não foi descartada a hipótese de os juros americanos terem de ter uma alta adicional, em agosto, para conter as pressões inflacionárias. Por isso, a atenção dos investidores pode continuar voltada para os indicadores dos EUA e pronunciamentos de integrantes do Fed que possam sinalizar mais claramente uma trajetória para os juros internacionais.

Agencia Estado,

16 de junho de 2006 | 17h30

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.