Ibovespa sobe, mas Nova York hesita na abertura

No Brasil, movimento de alta se estende às ações dos bancos, enquanto nos EUA investidor aguarda por números de vendas de moradias

Luciana Antonello Xavier, da Agência Estado,

22 de maio de 2014 | 10h45

A Bovespa busca recuperação nesta quinta-feira, 22, e o movimento de alta se estende às ações dos bancos, que na quarta-feira, 21, despencaram após decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ), de dar ganho de causa para poupadores na ação sobre as perdas no rendimento das cadernetas de poupança nos planos econômicos das décadas de 80 e 90.

Nos Estados Unidos, apesar dos números piores dos pedidos de auxílio-desemprego na semana passada e do índice de atividade nacional do Federal Reserve de Chicago, Wall Street tenta manter algum otimismo, à espera de mais dados, como o de vendas de moradias usadas. O número de pedidos de pedido de auxílio-desemprego subiu 28 mil na semana passada, para 326 mil, ante expectativa de avanço para 310 mil solicitações.

O mercado doméstico também quer conhecer os resultados dos indicadores americanos, mas o foco está mais na pesquisa Ibope, que deve sair hoje. A especulação é a de que a pesquisa mostrará melhora de Dilma Rousseff, mas também de seus adversários Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSD).

Às 10h31, o Ibovespa subia 0,91%, aos 52.679,35 pontos. Em Nova York, o Dow Jones caía 0,12%, o Nasdaq avançava 0,12% e o S&P 500 tinha alta de 0,01%.

Tudo o que sabemos sobre:
BovespaNova York

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.