Ibovespa sobe, mas segue abaixo dos 46 mil pontos

Investidores mantêm atenção voltada para as ações da Petrobras, após o anúncio de captação externa feito ontem. pela empresa

Luciana Antonello Xavier, da Agência Estado,

11 de março de 2014 | 10h52

O Ibovespa se recupera nesta terça-feira, 11, das perdas da segunda-feira, 10, mas ainda abaixo dos 46 mil pontos, num movimento de ajuste técnico, mas atento à cautela vista no exterior diante de preocupações geopolíticas, com Ucrânia, e no front econômico, com temores com a saúde da economia chinesa. Além disso, o investidor se mantém atento às ações da Petrobras, após o anúncio de captação externa feito ontem.

Às 10h10, o Ibovespa subia 0,90%, aos 45.941,91 pontos, à espera também da abertura das bolsas em Nova York para definir melhor seu fôlego. As ações PN da Petrobras subiam 0,38% e as ON, +0,16%. Ontem, a estatal emitiu US$ 8,5 bilhões em bônus, com vencimentos de três, seis, dez e 30 anos e especialistas do mercado mostraram preocupação com a captação, por causa da perspectiva de aumento do endividamento da companhia e sobre o reajuste dos combustíveis.

No mercado futuro em Wall Street, o Nasdaq subia 0,24%, o Dow Jones tinha alta de 0,12% e o S&P 500 subia 0,12%. Na Europa, as bolsas ensaiavam melhora, com Londres em +0,07%, Paris em -0,12% e Frankfurt em +0,67%. A Bolsa de Lisboa subia 0,69%. A economia de Portugal registrou uma expansão de 0,6% no quarto trimestre ante o terceiro e avançou 1,7% na comparação com o mesmo período do ano anterior, acima da alta de 0,5% esperada. Já a Grécia teve contração de 2,3% no quarto trimestre ante o mesmo período do ano anterior, melhor que a estimativa inicial de queda de 2,6% e o melhor resultado do Produto Interno Bruto do país desde o primeiro trimestre de 2010.

Tudo o que sabemos sobre:
IbovespaUcrânia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.