Ibovespa sobe na abertura e ensaia recuperação técnica

O índice Ibovespa à vista abriu em alta, acompanhando a recuperação ensaiada pelo mercado norte-americanos. Às 10h08, o índice subia 0,16% a 35.131 pontos. Embora seja uma semana mais curta no Brasil por causa do fechamento antecipado do pregão amanhã (estréia da seleção brasileira na Copa do Mundo) e do feriado de Corpus Christi na quinta-feira, a agenda internacional deve manter a volatilidade em alta. Adicionalmente, tem ainda o vencimento de Ibovespa futuro na quarta-feira. O mundo inteiro está na expectativa dos índices de inflação norte-americanos, que podem melhorar ou piorar as perspectivas dos investidores em relação à trajetória do juro nos EUA. Amanhã sai o índice de inflação ao produtor (PPI) de maio e na quarta-feira, o índice de inflação ao consumidor (CPI), considerado um dado crucial para definir o juro nos EUA. Também na quarta, será divulgado o Livro Bege do Fed (banco central dos EUA). A expectativa dos analistas é de redução do volume de negócios nesta semana, o que deixaria a Bovespa mais suscetível a movimentos bruscos. Na última sexta-feira, o volume de negócios foi menor. O Ibovespa fechou na mínima do dia, em baixa de 1,02%, com giro de R$ 1,7 bilhão. A perda da Bolsa acumulada no mês é de 3,98%. Na semana passada, a Bolsa se desvalorizou 7,5%. Seria natural, portanto, que tentasse uma recuperação hoje. Até porque o noticiário doméstico segue positivo. A inflação continua surpreendendo positivamente e as projeções do IPCA de 2006 acentuaram a queda na pesquisa Focus divulgada hoje cedo. O IPCA de 2006 recuou de 4,31% para 4,22% e na pesquisa Top 5 (médio prazo) a projeção caiu de 4,27% para 4,17%. Mas a Bolsa deve continuar atrelada ao comportamento do mercado internacional e na expectativa do discurso do presidente do Fed, Ben Bernanke, que faz hoje à noite o primeiro dos três discursos previstos para esta semana. Ele fala às 20h30 para estudantes da Graduate School of Banking da Universidade Georgetown, em Washington. Antes dele, durante o dia, falam dois diretores do Fed: a presidente do Fed de Cleveland, Sandra Pianalto, e o diretor do Fed Mark Olson. A saída de capital externo na Bovespa voltou a crescer. Houve uma saída de R$ 253,165 milhões nos pregão do dia 7, quando o Ibovespa fechou em baixa de 3,54%, para 35.264 pontos. O saldo acumulado em junho está negativo em R$ 587,571 milhões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.