Ibovespa tem 8ª alta seguida puxada por Vale e bancos

Ibovespa fechou com a oitava alta consecutiva, de 0,20%, aos 66.808,25 pontos

Rosangela Dolis, da Agência Estado,

28 de julho de 2010 | 17h35

As más notícias sobre a economia norte-americana trazidas pelo Livro Bege do Federal Reserve no meio da tarde ajudaram a aprofundar a queda das bolsas em Nova York e levaram o Ibovespa a reduzir ganhos. Na bolsa brasileira, o destaque foram as ações de telecomunicações, mas o Ibovespa foi na contramão dos índices das bolsas norte-americanas porque encontrou apoio nas ações de bancos e da Vale. O Livro Bege mostrou que o ritmo de crescimento econômico dos EUA teve uma aceleração modesta, com um aumento igualmente modesto nas contratações, acompanhado por uma expansão nos gastos dos consumidores. O documento também destacou que o mercado de moradias segue fraco.

 

O Ibovespa fechou com a oitava alta consecutiva, de 0,20%, aos 66.808,25 pontos. Nesse período, o índice apura ganho de 7,16%. Durante a sessão, chegou a cair à mínima de 66.427,17 pontos, com perda de 0,37%, e atingir a máxima de 67.050,77 pontos, em alta de 0,56%. No mês, acumula valorização de 9,64% e no ano, perda de 2,59%. O giro financeiro foi de R$ 5,759 bilhões. Os dados são preliminares.

 

O avanço das ações da Vale refletiram as expectativas de investidores de que o balanço financeiro que a empresa divulgará amanhã, após o fechamento do pregão, trará números robustos. Vale ON subiu 1,77%, para R$ 48,85; Vale PNA evoluiu 1,31%, para R$ 42,50.

 

No setor bancário, as ações do Bradesco subiram com o anúncio dos resultados do banco no segundo trimestre e deram carona a papéis de outros bancos. Na Bovespa, a ação PN do banco liderou o ranking das maiores altas, com valorização de 4,51%.

 

O resultado do Bradesco foi visto como sinal de que os informes dos demais bancos também virão bons. Com isso, as ações do Itaú Unibanco PN avançaram 2,34%, a sexta maior alta do Ibovespa; Banco do Brasil ON subiu 4,18% (segunda maior alta do índice); e Itaúsa PN evoluiu 1,82%.

 

Já o setor de telecomunicações foi destaque na Bovespa porque a Telefónica, enfim, comprou a parte da PT na Vivo por 7,5 bilhões de euros; além disso, a PT comprou 22,4% de participação na Oi (Telemar).

 

Os papéis da Vivo e da Telesp se valorizaram e foram a segunda e a terceira colocadas, respectivamente, entre as maiores altas do Ibovespa, enquanto as ações da Oi (Telemar) caíram, liderando as maiores baixas do índice. Na Bolsa de Madri, as ações da Telefónica subiram 0,71, enquanto na bolsa de Lisboa as ações da PT avançaram 2,77%. O papel Telesp PN subiu 2,56% e as ações Vivo PN se valorizaram 3,95%. As altas refletem expectativas com tag along (direito de proteção aos acionistas minoritários na venda de ações) aos acionistas da Vivo e os bons resultados mostrados pelas duas empresas em balanços divulgados ontem e hoje pela manhã.

 

Os papéis da Oi cederam, refletindo segundo analistas ajuste do valor de mercado das ações ontem ao preço fixado para o aumento de capital previsto no acordo com a PT. O papel ON , subscrito no acordo por R$ 38,54, havia fechado ontem a R$ 41,90 - hoje caiu 15,99%, para R$ 35,20.Já o papel PNA, subscrito por R$ 50,70, fechou ontem a R$ 52,50 - hoje recuou 8,55%, para R$ 48,01. O papel PN caiu 11,21%, para R$ 27,17.

 

Antes do Livro Bege, as bolsas norte-americanas já vinham operando em baixa, com a queda de 1% em junho das encomendas de bens duráveis nos Estados Unidos, apagando o otimismo com os balanços corporativos positivos. A

queda foi a maior registrada em 10 meses e contrariou as previsões dos economistas que esperavam um crescimento de 1,1%, de acordo com dados do Departamento de Comércio do país.

 

Dow Jones fechou em queda de 0,38%, aos 10.497,88 pontos; Nasdaq encerrou com perda de 1,04%, aos 2.264,65 pontos; e S&P500 recuou 0,69%, para 1.106,13 pontos. Os dados são preliminares.

Tudo o que sabemos sobre:
bolsaIbovespaVale

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.