Ibovespa termina na máxima, conduzida por Petrobras

A forte alta das ações da Petrobras ajudou a Bovespa a fechar na maior pontuação do dia, em meio a especulações sobre um reajuste dos combustíveis, uma vez que o conselho de administração da companhia realizou uma reunião nesta sexta-feira, 29.

CLARISSA MANGUEIRA, Agencia Estado

29 de novembro de 2013 | 17h44

O encontro terminou no fim da tarde e a falta de detalhes sobre o que foi discutido fez que as ações da Petrobras perdessem um pouco de fôlego, após subiram quase 6% durante a sessão. As expectativas do mercado giram em torno de um aumento de cerca de 5% para gasolina e de 10% para o diesel. A falta de definição sobre o novo mecanismo para reajuste de combustíveis impactou negativamente os papéis da empresa na bolsa recentemente. Ainda assim, o mercado aguarda algum comunicado para esta sexta.

Apesar da desaceleração das ações da estatal, o Ibovespa terminou com alta de 1,23%, aos 52.482,49 pontos, máxima na sessão. Na mínima, registrou 51.847 pontos (estável). No mês, o índice acumulou queda de 3,27% e, no ano, baixa de 13,90%. O giro financeiro totalizou apenas R$ 5,411 bilhões, influenciado pela baixa liquidez nos EUA. Petrobras ON subiu 3,33% e PN, 2,47%. A mineradora Vale também terminou com alta de 1,90% nos papéis ON, e com ganho de 1,52% nos PN.

Na primeira parte da sessão, foram divulgados os números consolidados das contas do governo, que não tiveram grande impacto na Bolsa. Segundo o Banco Central, o setor público consolidado teve um superávit primário de R$ 6,188 bilhões em outubro, o que marcou uma reversão em relação ao déficit de R$ 9,048 bilhões registrado em setembro, mas ficou abaixo da mediana das previsões de analistas. Em outubro do ano passado, o setor público apresentou superávit de R$ 12,398 bilhões, praticamente o dobro do verificado agora.

A sexta-feira foi marcada ainda por pouca liquidez nos mercados dos EUA, após o feriado do Dia de Ação de Graças, com as bolsas em Wall Street mostrando sinais mistos no fim antecipado do pregão. Dow Jones (-0,07%), S&P 500 (-0,08%) e Nasdaq (+0,37%). Esta sexta foi dia de Black Friday nos EUA, quando tradicionalmente as varejistas fazem promoções e o fechamento dos mercados de ações e Treasuries ocorre mais cedo.

Tudo o que sabemos sobre:
Bovespa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.