Ibovespa termina sessão em alta de 0,36%, aos 45.697,62 pontos

No pregão de recuperação desta terça-feira, 11, Petrobras garantiu ganhos no final, enquanto Vale caiu 

Claudia Violante, da Agência Estado,

11 de março de 2014 | 17h40

A Bovespa teve um pregão de recuperação nesta terça-feira, 11, depois de ter voltado ontem ao menor nível em oito meses. Mas a alta não foi uniforme e o índice operou boa parte da sessão em queda. Petrobras teve o mesmo comportamento, mas também garantiu ganhos no final, enquanto Vale caiu.

O Ibovespa terminou a sessão em alta de 0,36%, aos 45.697,62 pontos. Na mínima, registrou 45.401 pontos (-0,29%) e, na máxima, 46.050 pontos (+1,13%). No mês, acumula perda de 2,97% e, no ano, de 11,28%. O giro financeiro totalizou R$ 5,653 bilhões.

O comportamento das bolsas norte-americanas, em baixa, prejudicou a recuperação da Bovespa hoje. Os investidores não estão confortáveis em assumir posição duradoura no mercado acionário doméstico, o que acaba dando volatilidade aos negócios no intraday. Os dados de produção industrial ajudaram pontualmente, na abertura, sem fazer preço nas ações durante o dia.

Petrobras oscilou muito entre altas e baixas ao longo da sessão. A estatal anunciou que foi autuada em mais de R$ 8 bilhões pela Receita, mas alegou já ter recorrido e não espera perder, o que fez com que as ações acabassem seguindo o movimento do mercado - deixando a multa de lado. No final, Petrobras ON terminou estável e a PN subiu 0,77%.

Vale, siderúrgicas e outras empresas de commodities continuam se ressentindo da economia chinesa, hoje melhores em razão das quedas de ontem. Vale ON caiu 1,63% e Vale PNA, 1,02%. O preço do minério de ferro exibiu ligeira alta hoje, de 0,2%, após ter caído para o menor preço desde outubro de 2012 ontem.

Gerdau PN, +1,03%, Metalúrgica Gerdau PN, +0,12%, Usiminas PNA, +0,57%, e CSN ON, -2,26%, esta a terceira maior baixa do índice.

Nos EUA, o dia foi de poucos indicadores, mas os investidores adotaram a cautela em meio às preocupações com a Crimeia. Os dados conhecidos lá hoje foram os estoques no atacado (+0,6% em janeiro ante dezembro, com previsão de +0,4%), e o índice de otimismo das pequenas empresas (recuou a 91,4 no mês passado, de 94,1 em janeiro, abaixo da previsão de queda a 93).

O Dow Jones caiu 0,41%, aos 16.351,25 pontos, o S&P recuou 0,51%, aos 1.867,63 pontos, e o Nasdaq cai 0,63%, aos 4.307,19 pontos.

Tudo o que sabemos sobre:
bovespa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.