Impasse sobre dívida pesa e Dow Jones passa a apontar queda de 0,51%

Investidores mostram cautela antes do início da votação do plano para a dívida dos EUA logo mais, às 19h

Gustavo Nicoletta, da Agência Estado,

28 de julho de 2011 | 16h47

Os principais índices do mercado de ações dos EUA perderam força nesta tarde, com Dow Jones e S&P-500 passando a operar em queda e Nasdaq devolvendo parte da alta observada mais cedo, em meio a receios com a falta de um acordo entre governistas e oposição para aumentar o teto de endividamento norte-americano e, dessa forma, evitar uma moratória do país.

A Câmara dos Representantes deve votar hoje à noite, por volta das 19h, um projeto de lei do Partido Republicano para elevar o limite da dívida e reduzir o déficit orçamentário. Mesmo se for aprovada, no entanto, a proposta provavelmente será rejeitada no Senado, o que manteria o impasse e também a possibilidade de os norte-americanos serem obrigados a deixar de cumprir suas obrigações financeiras por não terem dinheiro em caixa na semana que vem.

O plano republicano prevê dois aumentos no teto da dívida norte-americana. O primeiro, de US$ 900 bilhões, ocorreria imediatamente após a aprovação do projeto e teria como contrapartida a adoção de medidas para reduzir o rombo nas contas do governo em US$ 917 bilhões ao longo da próxima década. O segundo aumento seria de até US$ 1,6 trilhão e ocorreria em 2012, mas somente se os congressistas concordassem em cortar os gastos federais em mais US$ 1,8 trilhão.

Por volta das 17h14 (de Brasília), o Dow Jones recuava 0,51%, 0 Standard & Poor´s 500 0,32% e o Nasdaq sustentava uma ligiera alta de 0,05%.

Tudo o que sabemos sobre:
bolsasDow JonesNasdaqdívida

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.