Incerteza continua e Bovespa abre em queda de 3%

A Bolsa de Valores de São Paulo abriu o pregão de hoje em forte queda. Às 11h12, o índice Bovespa caía 3%, a 42.575 pontos. Incertezas continuam marcando os negócios nos mercados acionários mundiais. As principais bolsas européias e os índices futuros de Nova York também operam em queda, na seqüência de novas perdas nos mercados asiáticos durante a madrugada. Os dados econômicos divulgados mais cedo nos Estados Unidos, mostrando aumento de renda e do consumo - mesmo com pequena alta da inflação - deram sinais favoráveis para a atividade norte-americana e aliviaram um pouco a pressão sobre os índices futuros de Nova York, mas não neutralizaram a correção para baixo nos ativos. No ambiente doméstico, já foram divulgados hoje os balanços financeiros da AmBev, Energias do Brasil e Suzano Papel e Celulose. A AmBev teve crescimento de 81,5% no lucro em 2006. Encerrou o ano com lucro de R$ 2,806 bilhões. Energias do BR teve queda de 10,3% no lucro em 2006, para R$ 394,1 milhões. A Suzano Papel e Celulose registrou lucro líquido de R$ 443,690 milhões em 2006, uma queda de 11,2% sobre os R$ 499,649 milhões do ano anterior.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.