Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Incertezas com Coreia do Norte derrubam Bolsa de Tóquio

Movimento de ações de estaleiros e de papéis sensíveis ao risco do mercado de commodities e o futuro da Coreia do Norte puxaram a queda de 1,3%

DOW JONES, Agencia Estado

19 de dezembro de 2011 | 07h05

A morte do líder norte-coreano Kim Jong-il provocou uma reação instintiva no mercado japonês. A Bolsa de Tóquio fechou em queda acentuada, afetada pelas ações de estaleiros, empresas de trading e outros papéis sensíveis ao risco do mercado de commodities. Nesta segunda-feira, o Nikkei perdeu 105,60 pontos, ou 1,3%, e encerrou aos 8.296,12 pontos, após alta de 0,3% na sessão de sexta-feira.

Tóquio começou em baixa por conta dos movimentos de várias agências de classificação de risco, que ameaçaram rebaixar o rating da dívida soberana de países europeus. O volume e a volatilidade das negociações, contudo, acabaram prejudicados sensivelmente após o anúncio da morte de Kim, durante a pausa do meio-dia. Com isso, o Nikkei atingiu seu menor nível desde 28 de novembro.

"Há preocupações sobre o rumo da Coreia do Norte e sua liderança", disse Mitsushige Akino, diretor do fundo Ichiyoshi Investment Management. "Os investidores estavam simplesmente com pressa de liquidar suas posições no Japão." Apesar do aumento inicial temporário, o volume de futuros permaneceu na média para um dia completo de negociações.

Tudo o que sabemos sobre:
bolsasTóquiobaixa 13%

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.