Indiana Jindall vai explorar reservas de minério da Bolívia

Depois de expulsar a brasileira EBX, o governo boliviano escolheu a indiana Jindall Steel para explorar 50% das reservas de minério da jazida de Mutún, localizada na Província de Germán Busch, no extremo leste da Bolívia, na divisa com Corumbá (MS).O empresário brasileiro Eike Batista, controlador do grupo EBX, concorria na disputa pela concessão exploratória de 20 bilhões de toneladas de minério de ferro. O investimento no empreendimento está estimado entre US$ 2,3 bilhões e US$2,5 bilhões. A Jindall Steel tem agora 60 dias para apresentar um projeto para iniciar a construção do empreendimento.

Agencia Estado,

02 de junho de 2006 | 13h08

Tudo o que sabemos sobre:
empresas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.