Indicadores da China estimulam altas na Ásia

O valor agregado da produção industrial da China cresceu 10,4% em agosto frente ao mesmo período em 2012

AE, Agencia Estado

10 de setembro de 2013 | 06h52

Os mercados de ações da Ásia fecharam em alta nesta terça-feira, com resultados positivos de indicadores da China. Além disso, uma amenização das preocupações sobre a Síria também ajudou as bolsas.

O valor agregado da produção industrial da China teve crescimento de 10,4% em agosto na comparação com o mesmo período do ano passado. Em julho, a expansão anual havia sido de 9,7%, segundo dados do Escritório Nacional de Estatísticas. O avanço de agosto superou as estimativas dos analistas do mercado consultados pelo Dow Jones Newswires, que esperavam alta de 9,9%.

O indicador que mede as vendas no varejo da China, por sua vez, registrou alta de 13,4% em agosto em relação ao mesmo período do ano passado. O resultado foi superior ao verificado em julho, quando obteve avanço de 13,2%.

Impulsionados pelos dados, o índice Xangai Composto fechou em alta de 1,2%, aos 2.237,98 pontos, e o índice Hang Seng, da Bolsa de Hong Kong, subiu 1%, para 22.976,65 pontos. O índice Shenzhen Composto ganhou 0,5%, aos 1.044,58 pontos.

Sinais consistentes de uma estabilização econômica na China têm sustentado o sentimento na Ásia nas últimas semanas. No início da semana, o aumento das exportações e a inflação moderada impulsionaram as ações regionais. Empresas chinesas listadas em Hong Kong avançaram consistentemente, com o índice Hang Seng China Enterprises avançando 8,9% até agora neste mês.

A Ásia também recebeu de forma positiva os resultados de Wall Street na segunda-feira. Os índices em Nova York fecharam em alta ajudados, em parte, pela esperança de que a ameaça de uma intervenção militar dos EUA no Oriente Médio pode estar diminuindo. Na segunda-feira, a Síria saudou uma proposta russa de abrir mão de suas armas químicas e colocá-las sob controle internacional, embora tenha não indicado se aceitará o plano.

O índice Kospi, da Coreia do Sul, fechou em alta de 1%, aos 1.994,06 pontos. Nas Filipinas, o índice PSEi subiu 1,5%, para 6.089,72 pontos. Já o índice Taiwan Weighted ganhou 0,2% e encerrou o pregão aos 8.208,77 pontos.

Na Austrália, o índice S&P/ASX 200 subiu 0,4%, para 5.201,20 pontos, após o índice de confiança das empresas subir para seu nível mais alto em dois anos em agosto, quando ficou claro que o país teria um governo conservador. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
ÁSIAbolsas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.