Índice Bovespa sobe na abertura, mas cautela continua

A Bolsa de Valores de São Paulo abriu hoje em alta de 0,15% e às 10h07 apresentava valorização de 0,26%, aos 36.470 pontos. Segundo analistas, a manutenção desse viés positivo no pregão de hoje vai depender do tom do comunicado da última reunião do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês), de 8 de agosto. Na ocasião, o comitê interrompeu o ciclo de alta do juro nos EUA. O que os investidores vão avalia na ata, que sai às 15 horas, é o teor da discussão sobre a manutenção do juro, já que a decisão não foi unânime. O presidente do Fed de Richmond, Jeffrey Lacker, defendia uma elevação de 0,25 ponto porcentual. Dependendo do tom da ata, o mercado poderá ou não renovar as incertezas sobre a economia norte-americana. Mas antes da ata, às 11 horas, a Conference Board divulga o índice de confiança do consumidor de agosto. Analistas ouvidos pela Dow Jones projetam que a confiança tenha diminuído para 102,5 em agosto ante 106,5 em julho. Economistas citados por outras fontes prevêem que ele tenha ficado em 103,5 em agosto. O foco das atenções na abertura do pregão de hoje estará concentrados em Vale do Rio Doce. O conselho de administração da mineradora canadense Inco recomendou que os acionistas rejeitem a oferta de compra apresentada pela Vale, e manteve a recomendação de aceitação da proposta apresentada pela Phelps Dodge. O acordo com a Phelps Dodge será colocado em votação durante encontro de acionistas na próxima semana, em 7 de setembro.

Agencia Estado,

29 de agosto de 2006 | 10h16

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.