Índice da Bolsa de NY sobe e pode testar 12 mil pontos

As ações nos EUA estão em alta, com o índice Dow Jones se recuperando do recuo no início do pregão provocado pelo rebaixamento da recomendação de General Electric e Home Depot por alguns bancos de investimento. A elevação na recomendação de Alcoa contribuiu para a alta do Dow Jones, que pode superar a marca de 12 mil pontos, segundo um analista. Às 12h45 (de Brasília), o Dow Jones subia 9,4 pontos, ou 0,07%, para 11.970 pontos. O Nasdaq estava em alta de 6,63 pontos, ou 0,28%, em 2.363 pontos, e o S&P 500 subia 1,31 ponto, ou 0,09%, para 1.366 pontos. "Muitas pessoas perderam o recente rali, o que está levando a um tipo de correria emocional que não tem nada a ver com fundamentos", disse o estrategista-chefe de investimentos da Oppenheimer & Co., Michael Metz. Ele afirma que o Dow Jones deverá superar a marca de 12 mil pontos se não houver nenhuma notícia ruim de muito peso. O Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA) de Nova York informou que seu índice de atividade industrial regional Empire State subiu para 22,92 em outubro, superando a previsão dos economistas, que esperavam 15,5, de 13,84 em setembro. As ações da General Electric caíam 1,1%, depois que o Merrill Lynch rebaixou o grupo de "compra" para "neutro". Também integrante do Dow Jones, Home Depot caía 1,1%. Mas Alcoa subia 1,3% após ter sua recomendação elevada pelo Prudential Equity Group. Petróleo O petróleo segue volátil. O contrato para novembro estava em queda de 0,24%, em US$ 58,43 na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex) depois de a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) ter informado que reduziu sua previsão de demanda de petróleo mundial em 2006 em 100 mil barris por dia. As informações são da agência Dow Jones.

Agencia Estado,

16 de outubro de 2006 | 13h12

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.