Índice de eficiência da Varig cai para 15% em julho

O índice de eficiência operacional da Varig no mercado doméstico foi de apenas 15% em julho, informou hoje a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). No mês anterior, quando a crise da empresa a obrigou a reduzir sua malha de vôos, a taxa já havia sido derrubada para 42%, sendo que em janeiro o índice era de 82%. A líder TAM, por sua vez, registrou 89% de eficiência operacional, ante 90% de junho, e a Gol teve 91%, mesma taxa registrada no mês anterior.No mercado internacional, a eficiência operacional da Varig caiu de 38% em junho para 12% em julho, conforme levantamento da Anac. A TAM aumentou de 94% para 96% seu índice no mesmo período e a Gol viu seu desempenho cair de 88% para 85%. A regularidade da Varig no mercado interno caiu de 51% para 17%, de junho a julho deste ano. Na TAM, o índice recuou de 94% para 93% no mesmo período. Já o desempenho da Gol permaneceu estável em 93%.A regularidade da Varig no mercado internacional recuou de 46%, em junho, para 15%, em julho. Na TAM, o índice passou de 99% para 100% no mesmo período. Na Gol, a taxa caiu de 89% para 88%.Da reduzida malha de vôos que operou em julho, a Varig obteve índice de pontualidade de 89%. O desempenho da TAM nesse item recuou de 96% para 94%, no mesmo período, e a Gol teve 98%. No mercado internacional, o índice de pontualidade da Varig foi de 79%, ante 96% da TAM e da Gol.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.