Índice de NY tem 4ª alta seguida, mas não bate recorde

O mercado norte-americano de ações chegou ao fim do dia com os principais índices em alta modesta. O índice Dow Jones fechou apenas 4,5 pontos abaixo de seu recorde histórico de 11.722,98 pontos, estabelecido em 14 de janeiro de 2000. Ele superou esse nível durante o pregão, mas não sustentou até o fechamento. Este foi o quarto pregão consecutivo de altas para o Dow Jones, o Nasdaq e o S&P-100. Segundo o estrategista John Caldwell, da McDonald Investments, a alta resultou de "preços de energia mais baixos e do fato de o mercado estar voltando a focalizar os lucros das empresas, que têm sido muito mais fortes do que se previa". A revisão para baixo do crescimento do PIB dos EUA no segundo trimestre (+2,6%, de +2,9% na estimativa anterior) levantou dúvidas sobre o vigor da economia. "Depende de se os investidores querem ver o copo meio cheio ou meio vazio", comentou Jay Suskind, da Ryan Beck & Co. "O informe sobre o PIB pode ser lido como mostrando uma economia com crescimento em moderação ou apontando para um 'pouso forçado'", acrescentou. Para Jamie Atkins, da Clearwater Asset Management, "tivemos uma alta nos preços do petróleo, mas eles recuaram, o que deu terreno firme ao mercado de ações no fim do dia. O mercado não avançou mais por falta de participantes. Muitos já concluíram seu 'embelezamento de vitrines' para o fim do trimestre". Ações As ações da General Motors subiram 2,42%, depois de o executivo-chefe da empresa, Rick Wagoner, dizer durante o Salão do Automóvel de Paris que as conversações para uma possível aliança com a Renault vão se estender para além do prazo previsto inicialmente. As ações da Ford avançaram 2,00%, depois de a empresa dizer que sua divisão européia deverá ter lucro em 2006. No setor de tecnologia, as ações da Hewlett-Packard tiveram ganho de 1,64%, depois de executivos da empresa invocarem seu direito de ficar calados nas investigações do Congresso sobre o escândalo de vazamentos de informações e espionagem em que a empresa está envolvida. As ações da Time Warner caíram 2,10%, depois de rebaixamento de recomendação pelo JP Morgan. Índices O índice Dow Jones fechou em alta de 29,21 pontos, ou 0,25%, em 11.718,45 pontos. A mínima foi em 11.661,30 pontos e a máxima em 11.723,26 pontos. O Nasdaq encerrou em alta de 6,63 pontos, ou 0,29%, em 2.270,02 pontos, com mínima em 2.252,91 pontos e máxima em 2.273,12 pontos. O Standard & Poor's-500 subiu 2,56 pontos, ou 0,19%, para 1.339,15 pontos. O Nyse Composite, que reúne todas as ações negociadas na Bolsa de Valores de Nova York (Nyse), avançou 14,17 pontos, ou 0,17%, para 8.490,68 pontos. O volume negociado na Nyse ficou em 1,497 bilhão de ações, de 1,734 bilhão ontem; 1.760 ações subiram, 1.538 caíram e 161 fecharam nos mesmos níveis de ontem. No Nasdaq, o volume ficou em 1,832 bilhão de ações negociadas, de 2,074 bilhões ontem, com 1.588 ações fechando em alta e 1.435 em queda. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.