Índice de preços ao produtor pode indicar grau de inflação nos EUA

São Paulo, 16 de fevereiro - Depois de adotar um tom mais suave sobre a inflação norte-americana no discurso de quarta-feira, ontem o presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos) reiterou que a autoridade monetária poderá elevar a taxa básica de juros do país caso a inflação suba. Baseado nesse raciocínio, os investidores querem saber o grau de inflação dos EUA. E isso poderá ser apontado por meio do índice de preços ao produtor (PPI, na sigla em inglês) norte-americano. Se as estimativas se confirmarem, é sinal que a economia dos EUA pode estar passando por uma desaceleração. A previsão de economistas é de um PPI de -0,7% em janeiro, ante +0,9% em dezembro; e de um núcleo do índice, que exclui os preços de energia e alimentos, de +0,1% em janeiro contra +0,2% no mês anterior. EUA/PPI - O Departamento do Trabalho dos Estados Unidos divulga, às 11h30, o índice de preços ao produtor (PPI) de janeiro. EUA/Imóveis - O Departamento do Comércio divulga, às 11h30, o número de construções de residências iniciadas em janeiro e o número de permissões para novas construções concedidas em janeiro. EUA/Consumidor - A Universidade de Michigan divulga, às 13 horas, o índice de sentimento do consumidor preliminar de fevereiro. EUA/Fed/Chicago - O presidente do Fed de Chicago, Michael Moskow, fala, às 16h30, sobre as perspectivas da economia durante almoço do University Club de Chicago (Illinois). EUA/Fed/Dallas - O presidente do Fed de Dallas, Richard Fisher, fala, às 23 horas, sobre a importância da educação e da liderança durante evento em Harlingen (Texas). Balanços/Brasil - A Transmissão Paulista (Cteep) divulga seus dadas financeiros. IPC-S/FGV - A Fundação Getúlio Vargas (FGV) divulga a segunda prévia do Índice de Preços ao Consumidor - Semanal (IPC-S).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.