Índice DJ Brazil Titans 20 de ADRs sobe 0,63%

Santander registrou a maior alta da sessão, de 3,77%, para US$ 12,39, enquanto Bradesco subiu 1,40%, para US$ 18,17

Clarissa Mangueira, da Agência Estado,

30 de março de 2010 | 19h04

Os ADRs das empresas brasileiras negociados em Nova York encerraram a sessão em direções divergentes. As bolsas dos EUA fecharam em alta, em sua maioria, com os investidores divididos entre dados que mostraram um declínio nos preços das moradias do país e um relatório que apontou o aumento da confiança dos consumidores norte-americanos. O índice Dow Jones Brazil Titans 20 subiu 212,10 pontos (0,63%) para 33.894,02 pontos.

 

Os recibos do banco Santander registraram a maior alta da sessão, de 3,77%, para US$ 12,39, enquanto os do Bradesco subiram 1,40%, para US$ 18,17. Segundo estudo da Economática divulgado hoje, os bancos brasileiros são os mais rentáveis quando comparados às instituições financeiras dos EUA e de toda a América Latina.

 

Brasil Foods avançou 2,91%, para US$ 53,32. O copresidente do Conselho de administração, Nildemar Secches, disse que a companhia já começou a trabalhar no primeiro plano de investimento unificado da Sadia e Perdigão.

 

Os recibos On da Vale avançaram 0,91%, para US$ 33,29, e os PN subiram 0,29%, para US$ 27,67. A empresas fechou com a siderúrgica japonesa Nippon Steel, a sul-coreana Posco e a japonesa Sumitomo Metal Industries um reajuste provisório de 90% para o minério de ferro, para entre US$ 100 e US$ 110 por tonelada. O valor vai vigorar entre abril e junho.

 

Entre os destaques negativos, os papeis da Brasil Telecom recuaram 2,75%, para US$ 19,08; TAM caiu 2,22%, para US$ 15,85, Fibria perdeu 1,50%, para US$ 21,63; Sabesp declinou 1,17%, para US$ 35,58.

 

A Petrobras teve queda de 0,02% nos papeis ON, para US$ 43,98, e de 0,05% nos PN, para US$ 38,87.

 

Os índices de ADRs do Bank of New York Mellon também fecharam em alta. O índice composto subiu 1,25% para 135,64 pontos; o índice latino-americano avançou 0,42% para 388,31 pontos; e o índice brasileiro ganhou 0,44% para 475,58 pontos.

 

As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
açõesbolsaADRDow Jones

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.