Índice Dow Jones pode renovar recorde hoje

Com agenda fraca, expectativas se voltam para pronunciamento de diretor do Fed, banco central dos EUA 

Altamiro Silva Júnior, da Agência Estado,

22 de novembro de 2013 | 12h37

Os índices futuros apontam para uma abertura em alta das bolsas norte-americanas nesta sexta-feira, 22, com o índice Dow Jones podendo atingir novo recorde logo na abertura. Em dia de agenda menos intensa, a expectativa é por uma apresentação de um diretor do Federal Reserve, que tem poder de voto nas reuniões de política monetária. Às 12h20 (de Brasília), o Dow Jones futuro subia 0,11%, o Nasdaq ganhava 0,24% e o S&P 500 avançava 0,07%.

O dia tem duas apresentações de dirigentes do Federal Reserve. A mais esperada é a do diretor do banco central, Daniel Tarullo, às 15h15 (de Brasília). Ele tem direito a voto nas reuniões do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês), mas tem mantido postura discreta sobre as estratégias do Fed. Nos últimos dois meses, ele falou apenas de regulação bancária. Essa discrição ajuda a alimentar o interesse para ver o que Tarullo pensa do atual momento da economia norte-americana e da redução do ritmo de compras de ativos, destacam os economistas. Nesta manhã, a responsável pela sucursal de Kansas City, Esther George, falou em um evento na França, mas seu discurso se concentrou em supervisão bancária.

Já o presidente do Fed de Atlanta, Dennis Lockhart, disse nesta manhã ao canal de televisão CNBC que a política monetária vai continuar acomodatícia por anos e que o crescimento mais rápido esperado para o segundo semestre até agora não se materializou, embora ele veja algum progresso no mercado de trabalho. Lockhart não vota nas reuniões do Fomc neste ano e também não votará em 2014.

O único indicador previsto para esta sexta-feira é o índice de atividade industrial regional calculado pelo Fed de Kansas City, que tem influência menor nos preços do mercado financeiro. Os dados são de novembro e devem ser divulgados às 14h (de Brasília).

Ontem, o Dow Jones fechou acima da marca histórica de 16 mil pontos, depois de três dias de quedas. O diretor da Zacks Investment Research, Sheraz Mian, diz que a dúvida é se haverá, não só hoje, mas nos próximos dias, um catalisador capaz de fazer as bolsas norte-americanas se sustentarem nestes níveis.

A semana que vem também terá agenda menos intensa e será mais curta, por conta do feriado do dia de Ação de Graças. Dependendo de como vier o relatório de emprego de novembro, o diretor da Zacks diz que os índices podem se manter nesses níveis recordes, caso o número sinalize que o Fed não deve reduzir o ritmo de compras de ativos no mês que vem. Se a criação de vagas surpreender, pode haver uma correção para baixo nos preços.

No setor corporativo, ações de montadoras podem ser destaques ao longo do dia. Começa nesta sexta-feira o salão de automóveis de Tóquio e negócios podem ser fechados durante a feira, além de saírem dados sobre tendências mundiais de vendas, alertam os relatórios de bancos de investimento. Ainda no setor, o Tesouro dos EUA anunciou ontem que deve se desfazer do restante das ações que possui da General Motors. No pré-mercado, o papel da empresa subia 0,34%.

Tudo o que sabemos sobre:
bolsas de valores

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.