Índice europeu de ações fecha em alta pelo 4º dia seguido

Resultados trimestrais positivos e notícias otimistas sobre a economia dos EUA impulsionaram mercado europeu, apesar da queda das ações da Daimler

Reuters,

18 de fevereiro de 2010 | 16h46

As bolsas de valores europeias subiram pelo quarto dia consecutivo nesta quinta-feira, 18, com resultados trimestrais positivos e notícias otimistas sobre a economia dos Estados Unidos, apesar da queda das ações da Daimler.

O grupo suíço de engenharia ABB avançou 7,6% após os resultados do quarto trimestre, enquanto a Capgemini subiu 6,4% depois de ter divulgado lucro acima do previsto.

O FTSEurofirst 300, índice das principais ações europeias, encerrou em alta de 0,65%, a 1.021 pontos, atingindo o maior nível em duas semanas pela segunda.

Fortes indicadores antecedentes dos EUA ofuscaram o aumento no número de pedidos de auxílio-desemprego no país na semana passada.

Entre outras empresas impulsionadas pelos resultados, a companhia de equipamentos elétricos francesa Schneider Electric ganhou 4,1% e a BAE Systems avançou 4,4%.

As fabricantes de automóveis, porém, recuaram, com a Daimler perdendo 5,1% após dizer que pularia os dividendos sobre os resultados de 2009. A companhia teve perdas de 1,51 bilhão de euros antes de impostos e juros.

Os papéis do banco francês Société Générale caíram 6,9%, com a decepção de investidores com os resultados do quarto trimestre, apesar de o setor bancário europeu ter subido 0,1%.

Em Londres, o índice Financial Times fechou em alta de 0,92%, a 5.325 pontos. Em Frankfurt, o índice DAX subiu 0,57%, para 5.680 pontos. Em Paris, o índice CAC-40 ganhou 0,61%, a 3.747 pontos.

Em Milão, o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,16%, aos 21.686 pontos. Em Madri, o índice Ibex-35 avançou 0,72%, para 10.574 pontos. Em Lisboa, o índice PSI20 encerrou em alta de 0,93 por cento, a 7.653 pontos.

(Reportagem de Dominic Lau)

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSA, EUROPA, FECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.