Índices da Bolsa de NY fecham em direções opostas

O mercado norte-americano de ações encerrou com os principais índices em direções divergentes em sua volta à atividade nesta quarta-feira, depois de dois dias fechado por causa da passagem do furacão Sandy pela Costa Leste dos Estados Unidos. O índice Dow Jones chegou a subir 82 pontos logo depois da abertura, mas devolveu os ganhos mais tarde.

RENATO MARTINS, Agencia Estado

31 Outubro 2012 | 19h09

O índice Dow Jones fechou em baixa de 10,75 pontos (0,08%), em 13.096,46 pontos. O Nasdaq finalizou em queda de 10,72 pontos (0,36%), em 2.977,23 pontos. O S&P-500 encerrou em alta de 0,22 ponto (0,02%), aos 1.412,16 pontos. O NYSE Composite terminou em alta de 31,20 pontos (,38%), em 8.221,40 pontos.

Em outubro, o Dow acumulou uma queda de 340,67 pontos (2,54%), o Nasdaq, uma baixa de 139,00 pontos (4,46%), e o S&P-500, uma perda de 28,51 pontos (1,98%).

Entre as componentes do Dow, o destaque negativo foi Pfizer, com queda de 2,20%. A empresa adiou a divulgação do informe de resultados do terceiro trimestre para esta quinta-feira, por causa da tempestade. As ações da Travelers recuaram 0,90%, acompanhando as baixas de todo o setor de seguros. As da Disney perderam 1,92%, depois de a empresa anunciar a aquisição da produtora de filmes Lucasarts por US$ 4,05 bilhões em dinheiro e ações; a transação exigirá que a Disney emita mais 40 milhões de ações. Os papéis da rede de lojas de artigos de decoração Home Depot avançaram 2,23%, refletindo a expectativa de um salto nas vendas depois da destruição causada pela tempestade.

No setor de tecnologia, as ações da Apple caíram 1,44%; na segunda-feira, a empresa havia anunciado o afastamento de dois executivos importantes, Scott Forstall, responsável pela área de software para dispositivos móveis (inclusive iPhones e iPads), e John Browett, da área de varejo. As da Netflix avançaram 13,88%, em reação ao informe de que o investidor Carl Icahn elevou sua participação na empresa para 9,98%. As do Facebook caíram 3,79%, com o fim do bloqueio de vendas de 200 milhões de ações por funcionários que estava em vigor desde a oferta pública inicial, em maio.

As ações da Ford subiram 8,24% e as da GM avançaram 9,54%, em reação a seus informes de resultados. As da MasterCard, que também divulgou balanço, subiram 1,76%. As informações são da Dow Jones.

Mais conteúdo sobre:
bolsas Nova York fechamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.