Inflação no Brasil e discurso nos EUA concentram atenções

São Paulo, 5 de outubro - Na falta de índices econômicos de peso hoje nos Estados Unidos, o mercado brasileiro deve ficar de olho em indicadores nacionais: um de inflação e outro de produção industrial. Além disso, o mercado pode reagir aos discursos de dois dirigentes do banco central norte-americano. FGV/IGP-DI - A Funcação Getúlio Vargas (FGV) divulga às 8 horas o Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna (IGP-DI) de setembro. A previsão dos economistas é de que seja apontada inflação de 0,30%, ante 0,41% em agosto. IBGE/Indústria - O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulga às 9h30 o resultado da produção industrial de agosto. EUA/Desemprego - O Departamento do Trabalho dos EUA divulga às 9h30 (horário de Brasília) o número de pedidos de auxílio-desemprego feitos na semana até 30 de setembro. EUA/Gás - Às 11h30 (horário de Brasília), o Departamento de Energia dos EUA divulga o nível dos estoques de gás natural na semana até 29 de setembro. EUA/Moeda - Às 17h30 (horário de Brasília), o Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA) divulga os dados da oferta monetária na semana até 25 de setembro. EUA/Discursos - O presidente do Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA) de Chicago, Michael Moskow, abre conferência sobre o tema "instabilidade financeira internacional: serviços bancários internacionais e regulamentação nacional", promovida pela instituição em Chicago (Illinois). Às 13h30 (horário de Brasília), o presidente do Fed de Filadélfia, Charles Plosser, fala sobre economia, inflação e política monetária em almoço da associação Chartered Financial Analysts, em Filadélfia (Pensilvânia).

Agencia Estado,

05 de outubro de 2006 | 07h00

Tudo o que sabemos sobre:
agenda

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.