Investidor vende ações e Nikkei fecha em queda

Índice Nikkei recuou 1,5%, encerrando o pregão aos 13.860,81 pontos, após uma alta de 5,0%  na semana, até ontem

06 de setembro de 2013 | 05h01

As ações na Bolsa de Tóquio fecharam em queda nesta sexta-feira, com realização de lucros após quatro sessões seguidas de alta. Além disso, a especulação de que Tóquio pode fracassar em sua tentativa de sediar os Jogos Olímpicos de Verão de 2020 também afetou o mercado.

O pessimismo entre os investidores mais do que contrabalançou as boas notícias do exterior. Na quinta-feira, o dólar avançou e superou a marca de 100 ienes, e Wall Street fechou em alta. Os ganhos nos EUA foram ajudados por sólidos dados de emprego e pelo resultado melhor do que o esperado do índice de atividade dos gerentes de compra (PMI, na sigla em inglês) do setor de serviços dos EUA, medido pelo Instituto para Gestão de Oferta (ISM).

O índice Nikkei perdeu 204,11 pontos, ou 1,5%, para 13.860,81 pontos, após uma alta de 5,0% de segunda a quinta-feira. O resultado desta sexta-feira marcou a pior perda porcentual do índice desde 28 de agosto. Contudo, na primeira semana de setembro, o índice conseguiu um ganho líquido de 2,1%.

O volume geral de negócios ficou acima de 2,2 bilhões de ações, superando 2 bilhões de ações pela quinta vez nas últimas seis sessões. O valor das operações manteve-se fraco, no entanto, em apenas 1,7 trilhão de ienes.

As ações começaram a sessão com um sinal otimista após a divulgação dos dados encorajadores dos Estados Unidos, mas o dólar cedeu seus ganhos em relação ao iene, provocando um enfraquecimento em ações. Segundo traders, vários relatos da mídia da Europa de que Tóquio deve ser derrotado por Madri em sua tentativa de sediar os Jogos Olímpicos de 2020 também foram um fator importante na queda do Nikkei.

Uma decisão oficial do Comitê Olímpico Internacional (COI) deve ser divulgada neste sábado.

Ações de grandes empreiteiras recuaram nesta sexta-feira. A Kajima Corp cedeu 2,2% e a Taisei fechou em baixa de 4,0%.

"A ascensão do dólar acima de 100 ienes apresentou uma boa oportunidade de realização de lucros, tendo em conta os riscos a curto prazo", disse um diretor de negociação de ações de uma corretora estrangeira. Entre os eventos que podem influenciar as ações, ele ressaltou o relatório de empregos dos EUA, que deve ser publicado nesta sexta-feira, a decisão do COI, no final de semana, e os dados do PIB japonês, na próxima semana. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
JAPÃOBOLSA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.