IPCA-15 surpreende e juro futuro tende à redução leve de prêmio

Prévia oficial da inflação de dezembro confirmou a desaceleração esperada dos alimentos e o indicador fechou o mês com alta de 0,69%, ante 0,86% de novembro

Marisa Castellani, da Agência Estado,

21 de dezembro de 2010 | 11h21

O IPCA-15 de dezembro foi uma boa surpresa para o mercado de juros nesta manhã: confirmando a desaceleração esperada dos alimentos, o indicador fechou o mês com alta de 0,69%, ante 0,86% de novembro e ficou abaixo do piso das estimativas colhidas pelo AE Projeções, que variavam de 0,70% a 0,84%, com mediana em 0,79%.

Fechando 2010, o indicador marcou alta de 5,79% nos 12 meses, acima da inflação apurada em 2009, de 4,18%.

A trajetória dos juros nesta terça-feira, ante um IPCA-15 melhor do que o esperado, é de baixa, confirmam os operadores, ainda que a queda seja bem leve neste começo de dia. A sinalização deste IPCA-15 para o IPCA fechado de dezembro é de baixa, o que significa que as instituições financeiras devem refazer as contas para o IPCA de dezembro, que o IBGE divulgará em 7 de janeiro.

Os alimentos foram uma das causas para a taxa menor do IPCA-15 de dezembro. O grupo passou de 2,11% de novembro para 1,84% neste mês. Isso reduziu a contribuição dos alimentos na formação da taxa do mês, de 0,48 ponto porcentual em novembro para 0,43 pp em dezembro. Ainda assim, os alimentos responderam por 62% do IPCA-15 de dezembro.

O próximo grande evento para o mercado de juros ocorre amanhã, com a divulgação do Relatório Trimestral de Inflação pelo Banco Central, que deverá trazer os números das projeções do IPCA nos cenários de referência e de mercado que as atas do Copom não costumam trazer.

Às 10h10, na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), o contrato futuro de depósito interfinanceiro (DI) com vencimento em abril de 2011 projetava taxa de 10,97%, ante ajuste a 10,99%; julho de 2011, 11,39%, igual ao ajuste. Janeiro 2012 projetava 11,88%, de 11,89% do ajuste e janeiro 2013, 12,30%, de ajuste a 12,32%.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.