IPO da Copersucar poderá alcançar R$ 2 bilhões com lotes extras

A oferta de varejo será de, no mínimo, 13,5% e, no máximo, 20% das ações ofertadas

Eulina Oliveira, da Agência Estado ,

30 de junho de 2011 | 12h12

A Copersucar fará a distribuição primária de 86.486.486 ações ordinárias e secundária de 21.621.621 ações ON (estas últimas de titularidade dos acionistas vendedores) em sua oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês), conforme aviso ao mercado publicado hoje. O total de ações poderá ser acrescido em 15% (lote suplementar), ou seja, até 12.972.972 ações na oferta primária e de até 3.243.244 na secundária. Também poderá haver lote adicional de até 20% das ações inicialmente ofertadas, ou seja, até 17.297.297 ações na oferta primária e até 4.324.324 ações na secundária.

A faixa de preço sugerida por ação é de R$ 14,50 a R$ 18,50. Pelo teto da faixa indicativa, e incluindo os lotes extras, a oferta poderá alcançar R$ 2 bilhões; pelo piso da faixa, também com os lotes suplementar e adicional, poderá chegar a R$ 1,568 bilhão.

A oferta de varejo será de, no mínimo, 13,5% e, no máximo, 20% das ações ofertadas. O valor mínimo de investimento na oferta de varejo será de R$ 3 mil e o máximo, de R$ 300 mil.

Pelo cronograma, o procedimento de coleta de intenções de investimento (bookbuilding) começa hoje e vai até 19 de julho, data em que será fixado o preço por ação. O período de reserva vai de 7 a 18 de julho.

A concessão do registro da oferta pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) está previsto para 20 de julho, e o início das negociações das ações no segmento do Novo Mercado da BM&FBovespa deverá ocorrer em 21 de julho, sob o código "COPR3". A data de liquidação é 25 de julho.

Os coordenadores da oferta são Itaú BBA (líder), Bank of America Merrill Lynch, Credit Suisse e Goldman Sachs.

Tudo o que sabemos sobre:
CopersucarIPOofertaações

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.