IPOs até o fim do ano devem trazer mais dólar para o País

Mantega também considerou que os embarques de commodities nos próximos seis meses devem fortalecer o saldo comercial

Eduardo Rodrigues e Adriana Fernandes, da Agência Estado,

27 de julho de 2010 | 14h37

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, argumentou há pouco que o déficit em transações correntes deve ser amenizado, em parte, no segundo semestre do ano, devido às capitalizações já anunciadas de empresas brasileiras no mercado internacional. "Os IPOs previstos até o fim do ano devem trazer mais dólares para o Brasil", disse, destacando a operação que deve ser realizada até dezembro pela Petrobras.

 

Mantega também considerou que os embarques de commodities nos próximos seis meses devem fortalecer o saldo comercial. No entanto, ressaltou, a contribuição do resultado global das exportações para o equilíbrio das contas externas ainda depende da recuperação dos mercados internacionais, o que só deve ocorrer a partir de 2012.

 

Segundo o ministro, até lá o Brasil deve continuar apostando nas vendas de produtos básicos. Para ele, no momento, não é ruim o fato de que esses bens substituam os manufaturados na pauta de exportações brasileiras. "Houve uma reviravolta. Exportar commodities atualmente possibilita a apropriação de muito valor", completou.

Tudo o que sabemos sobre:
MantegaFazendaIpos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.