Itaú BBA lidera ranking de emissões de renda variável em 2010, segundo Anbima

Bank of America Merrill Lynch aparece em segundo na lista da Anbima, com R$ 18,4 bilhões, seguido por Citigroup  Bradesco BBI, Santander e Morgan Stanley 

Vinícius Pinheiro, da Agência Estado,

20 de janeiro de 2011 | 12h32

O Itaú BBA liderou o ranking de coordenação de emissões de renda variável no mercado doméstico em 2010, de acordo com dados da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima). A instituição registrou um volume total de R$ 19,074 bilhões em operações coordenadas no ano passado, o equivalente a uma participação de mercado de 16%.

O Bank of America Merrill Lynch aparece em segundo na lista da Anbima, com R$ 18,4 bilhões, seguido por Citigroup (R$ 18,1 bilhões), Bradesco BBI (R$ 16,9 bilhões), Santander (R$ 16,5 bilhões) e Morgan Stanley (R$ 16,4 bilhões). Os seis primeiros colocados no ranking da Anbima coordenaram a megaoferta de ações de R$ 120 bilhões da Petrobrás.

Em número de operações, a liderança ficou com o BTG Pactual, de acordo com a Anbima. O banco, que não esteve entre os coordenadores globais da oferta da Petrobrás, realizou um total de 14 emissões, com volume de R$ 4,9 bilhões. Por esse critério o Itaú BBA foi o segundo, com 12 negócios, e o Credit Suisse ficou em terceiro, com 11 (volume de R$ 4,1 bilhões).

Nas emissões de renda fixa, o Bradesco BBI aparece na liderança do ranking da Anbima tanto em volume, com R$ 18,3 bilhões, como em número de operações realizadas no ano passado (90). O Itaú BBA foi o segundo colocado em ambos os critérios, ao realizar 69 operações, no valor total de R$ 15,2 bilhões.

No ranking que considera os valores distribuídos pelas instituições que participaram do esforço de colocação dos papéis no mercado, o BB foi o líder em renda variável, com R$ 79,6 bilhões, seguido por Itaú BBA (R$ 8,3 bilhões) e Bradesco BBI (R$ 8,1 bilhões). Nas operações de renda fixa, o Itaú BBA liderou, com distribuição de R$ 5,8 bilhões.

Mercado externo

As operações no mercado externo de títulos de dívida em 2010 foram lideradas pelo HSBC, com volume de R$ US$ 14,7 bilhões, ainda segundo a Anbima. O Itaú BBA aparece em segundo, com US$ 13,3 bilhões, e o Santander em terceiro (US$ 13 bilhões). Em renda variável, Itaú BBA e BofA Merrill Lynch dividem a liderança, com um total de US$ 13 bilhões em operações cada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.