Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Itaú lança 1º fundo com foco em governança corporativa

O Itaú lançou no início deste mês o fundo de ações Personnalité Governança Corporativa, o primeiro do mercado que tem como estratégia investir exclusivamente em empresas com práticas de transparência e capturar o prêmio atribuído a esses papéis. A carteira possui como benchmark (referência para rendimento mínimo) o Índice de Ações com Governança Corporativa Diferenciada (IGC). Procurado, o banco informou que somente dará detalhes sobre o fundo após a fase de treinamento da rede. Uma fonte, porém, afirmou que a seleção dos papéis será ainda mais rigorosa que a do indicador da Bovespa e dará preferência a companhias que concedam extensão do prêmio de controle aos minoritários (tag along). Por enquanto, o produto é oferecido apenas aos clientes de alta renda da instituição (Personnalité), que agora inclui os antigos correntistas do BankBoston, num total de 190 agências. O portfólio tem aplicação inicial de R$ 500 e cobra taxa de administração de 3,5% ao ano, sem performance. Desde sua criação, em 2001, o índice IGC, referência do novo fundo do Itaú, acumula altas superiores às dos demais índices da Bolsa, de acordo com informações da Bovespa. Nos oito primeiros meses de 2006, o indicador apresenta ganho de 13,27%, ante 9,32% do IBrX-50 e 8,3% do Ibovespa. Atualmente, 97 ações fazem parte do IGC, que reúne empresas listadas nos níveis 1 e 2 e no Novo Mercado. Em linha semelhante ao Personnalité Governança Corporativa, o Itaú possui o Excelência Social, que privilegia a responsabilidade social das empresas investidas e destina metade da taxa de administração a projetos de entidades sociais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.