Itaú Personnalité lança fundo focado em governança corporativa

O Itaú Personnalité, segmento de alta renda do Banco Itaú, lançou um fundo que vai direcionar os recursos apenas à compra de ações de empresas que apresentem práticas diferenciadas de governança corporativa, como a eqüidade no tratamento de todos os acionistas e transparência nas informações ao mercado. O novo fundo exige valor inicial de aplicação de R$ 500 e cobra taxa de administração de 3,5% ao ano. A aplicação é direcionada a investidores que desejam diversificar suas aplicações em busca de maior retorno no longo prazo e que estão dispostos a assumir maior risco em seus investimentos, uma vez que o fundo está sujeito às oscilações do mercado acionário. Segundo comunicado da instituição, é o primeiro fundo no mercado a utilizar como meta de retorno o IGC - Índice de Governança Corporativa, calculado pela Bovespa. O fundo busca superar a meta através da seleção das melhores empresas com essas características. Segundo o superintendente de fundos de Renda Variável, Walter Mendes, há uma clara preferência dos investidores pelas ações de empresas com maior grau de governança corporativa, particularmente por parte dos estrangeiros.

Agencia Estado,

21 de setembro de 2006 | 15h32

Tudo o que sabemos sobre:
fundos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.