Júlio Simões opera estável após estreia na Bovespa

Oferta pública inicial da empresa atingiu R$ 494,5 milhões

Beth Moreira, da Agência Estado,

22 de abril de 2010 | 11h01

As negociações com as ações da Júlio Simões Logística, que estrearam hoje na Bolsa paulista, caíram mais de 3% no início do pregão e ficaram suspensas entre 10h23 e 10h27. Há instantes, os papéis da empresa operavam com estabilidade, ante recuo de 1,63%% do Ibovespa.

 

A oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês) da empresa atingiu R$ 494,5 milhões. O início das negociações com os papéis da empresa estava marcado para a última segunda-feira, mas acabou sendo adiado porque a empresa precisou mudar as condições da oferta.

 

A empresa obteve o preço de R$ 8,00 por ação, abaixo do piso da faixa indicativa, que já havia sido reduzido para R$ 8,50 a R$ 9,50. As condições originais previam que a ação da empresa seria vendida entre R$ 10,75 a R$ 13,75. Ou seja, em relação ao valor máximo que a companhia poderia obter, de R$ 1,036 bilhão, houve uma redução de 52% na oferta.

Tudo o que sabemos sobre:
Júlio Simões

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.