Juro de títulos dos EUA sobe forte após dado de imóveis

Os preços dos títulos do Tesouro dos EUA (Treasuries) caíram, com respectiva alta dos juros, pressionados em parte pelo dado melhor que o esperado de vendas de imóveis residenciais usados nos EUA, segundo analistas. Pela manhã, a Associação Nacional de Corretores de Imóveis dos EUA disse que a venda de imóveis residenciais usados cresceu 5,2% em fevereiro, de uma expectativa de queda de 0,9%. Os investidores tinham se posicionado para um número mais fraco, particularmente considerando os recentes dados indicando um declínio nas aplicações hipotecárias e outros sinais de um esfriamento do mercado imobiliário. Junto com o dado de imóveis, veio a queda acima das expectativas no número de pedidos de auxílio-desemprego requeridos na semana passada, de 11 mil, sugerindo que a economia continua a crescer. Alguns operadores disseram que esses dados reforçaram os argumentos para o Fed (o BC americano) elevar sua taxa de juro básica para, pelo menos, 5%. Espera-se que a taxa, atualmente em 4,5%, seja elevada para 4,75% na próxima terça-feira, ao final da primeira reunião sob comando do novo presidente do Fed, Ben Bernanke. No final da sessão, o juro do papel de 30 anos (T-Bond) estava a 4,751%, de 4,725% ontem; o juro do título de 10 anos (T-Note) estava a 4,74%, de 4,702% ontem; o juro do papel de 2 anos estava a 4,768%, de 4,747% ontem. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.