Juro doméstico fecha em queda com alívio na inflação

O contrato de juro para janeiro de 2008 (o mais negociado) fechou a quinta-feira em queda, projetando taxa de 14,67%, contra taxa de 14,80% de quarta-feira. O mercado doméstico de juros exibe quedas consideráveis nas taxas nesta quinta-feira, sustentado pelo forte recuo do dólar (conseqüência, por sua vez, da queda pronunciada do dólar no exterior ante o iene e o euro), pela deflação no IGP-M e pelo relatório trimestral de inflação do Banco Central, visto como positivo pela maioria das mesas de operações. Isso tudo acontece apesar da alta forte nos juros dos títulos do Tesouro norte-americano (treasuries), que alcançaram suas máximas perto das 13 horas de Brasília (o juro do T-note de 10 anos bateu 4,8623%). Na mínima da manhã, a taxa para janeiro de 2008 bateu 14,59%. O juro para janeiro de 2007 estava, no começo da tarde, em 14,98%, ante 15,06% de ontem e 15,07% do ajuste.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.