Juro futuro abre estável e espera Livro Bege dos EUA

Os juros futuros abriram "de lado" na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F) e até o meio da manhã o cenário externo continuava tranqüilo. O dólar está em queda, o que joga a favor dos juros. Já o rendimento dos títulos do Tesouro dos Estados Unidos, depois do recuo forte de ontem, mostra leve alta esta manhã, mas os patamares são considerados confortáveis pelo mercado. No sistema eletrônico GTS da BM&F, a taxa de juro projetada pelo contrato futuro de DI (depósito interfinanceiro) de vencimento em janeiro de 2007 estava em 15% às 10h02, estável ante os 15% do fechamento de ontem; a taxa do contrato de DI de janeiro de 2008 estava em 14,45%, ante 14,50% de ontem. A parte final da tarde é que pode ser mais movimentada, com a divulgação do Livro Bege, às 16 horas (de Brasília), que resume as condições da economia norte-americana e serve de guia para as decisões de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA). Até conhecer o Livro Bege, o mercado financeiro, aqui e lá fora, pode ficar em compasso de espera. O cenário externo continua sendo o principal foco de atenção - e fonte de eventual volatilidade - do mercado doméstico. Já o cenário interno continua sendo visto como positivo. No início da manhã, foi divulgado o IGP-10 de março, outro índice geral de preços a mostrar deflação, o que aponta conforto para a inflação futura. Ficou em -0,03%, ante alta de 0,17% em fevereiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.