Juro futuro encerra em alta, seguindo títulos dos EUA

O contrato de depósito interfinanceiro (DI) com vencimento em janeiro de 2008, o mais negociado na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F) fechou com taxa de 15,48% ao ano. A taxa ficou acima dos 15,37% de ontem. O estresse de ontem deu lugar a um movimento mais tranqüilo hoje, mas apenas até o meio da tarde. Os mercados amanheceram buscando uma correção dos excessos da véspera, quando um movimento de aversão ao risco tomou conta dos negócios em todo o mundo. A piora do mercado de títulos do Tesouro dos Estados Unidos, no entanto, impôs um novo dia de alta para as projeções dos juros. Em relação às apostas para o Comitê de Política Monetária (Copom), a volatilidade dos mercados internacionais só fez reforçar as apostas de um corte menor do que o último na taxa Selic, de 0,50 ponto porcentual no próximo dia 31.

Agencia Estado,

23 de maio de 2006 | 17h29

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.