Juro futuro encerra estável, apesar das Bolsas de NY

O contrato de depósito interfinanceiro (DI) com vencimento em janeiro de 2008, tradicionalmente o mais negociado na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), terminou o dia projetando taxa de 13,25% ao ano, a mesma taxa projetada no encerramento dos negócios de ontem. A estabilidade veio ao fim de um dia de alta nas taxas. Segundo operadores, na lista dos argumentos que levaram à alta de hoje - que foi revertida no final dos negócios - estiveram a valorização do dólar e as quedas das Bolsas de Nova York. Às 15h30 (antes, portanto, do fim dos negócios no mercado de juros), o dólar comercial subia 0,23%, a R$ 2,146. Em Nova York, as bolsas operaram durante quase todo o dia em baixa. As taxas reverteram os ganhos, contudo, porque o clima continua otimista e está mantida a boa avaliação acerca dos fundamentos econômicos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.