Juro futuro encerra o dia em baixa com inflação fraca

Os juros futuros registraram queda hoje, motivados pelo ambiente externo tranqüilo e por novos sinais de inflação sob controle. O contrato de depósito interfinanceiro (DI) com vencimento em janeiro de 2008, tradicionalmente o mais negociado, fechou projetando taxa de 12,05% ao ano, ante taxa de 12,09% ao ano projetada no encerramento dos negócios na sexta-feira. O mercado já amanheceu com a notícia de desaceleração da inflação na cidade de São Paulo. O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), apontou alta de 0,31% na terceira quadrissemana do mês, ante 0,41% na prévia anterior. Na seqüência, o Banco Central divulgou a pesquisa Focus, com as projeções do mercado financeiro para os principais índices econômicos brasileiros. A Focus mostrou projeções menores para a inflação, o que serviu de argumento para a queda dos juros futuros. A nova rodada de redução das projeções para inflação mostrada pela Focus divulgada hoje foi mais modesta do que as anteriores. Mas, mesmo assim, foi considerada uma boa notícia, porque amplia a trajetória de baixa que essas estimativas vêm mostrando há semanas. A projeção para o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em 2007 caiu de 3,94% para 3,91%. As estimativas para Selic permaneceram inalteradas, mostrando que, apesar da queda da inflação e das expectativas para os índices de preço, a aposta dos economistas continua sendo que o corte do juro na reunião de março será de 0,25 ponto porcentual.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.