Juro futuro fecha em alta, influenciado por petróleo

O contrato de juro para janeiro de 2008 (o mais negociado) fechou a segunda-feira em alta, projetando taxa de 14,84%, contra taxa de 14,65% de sexta-feira. A semana mais curta por causa do feriado de Páscoa não começou bem para o mercado de juros. O ambiente externo continua muito desconfortável, com os juros dos títulos do Tesouro norte-americano (Treasuries) mantendo-se em patamares elevados. O petróleo foi outra variável com comportamento negativo hoje, com os contratos de maio na New York Mercantile Exchange subindo mais de 1%. No Brasil, o cenário político obrigou o mercado a contabilizar na planilha de riscos o crescimento de Garotinho na pesquisa do Datafolha, combinado com o recuo de Alckmin, quando as mesas trabalhavam com a idéia de avanço da candidatura tucana. O IPC-S da primeira semana de abril, mais alto que o teto das expectativas, apenas veio juntar-se aos motivos ruins para os juros subirem mais um pouco nesta segunda-feira nos ativos de prazos mais longos. E a pesquisa Focus - divulgada hoje pelo Banco Central -, considerada de neutra a positiva, não teve força contra o resto.

Agencia Estado,

10 Abril 2006 | 16h44

Mais conteúdo sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.