Juro futuro fecha em forte alta, acompanhando S&P 500

A taxa do contrato de depósito interfinanceiro (DI) de janeiro de 2008, o mais negociado na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), fechou a segunda-feira na taxa máxima do dia, em 15,88% ao ano, contra os 15,72% de sexta-feira. O mercado de juros operou com pouca volatilidade pela manhã, mas atingiu as máximas durante a tarde, refletindo a piora de humor no mercado externo. O mercado acompanhou, especialmente, o índice S&P 500, que caía 0,79% às 15h45. Segundo operadores, o clima geral é de buscar proteção para o resultado do índice de preços ao produtor nos EUA, que será divulgado amanhã. "O mercado todo está muito machucado com a volatilidade recente e, por isso, ao menor sinal de risco, prefere se proteger", observa um operador. A piora de humor, segundo operadores, não tem qualquer relação com o leilão de títulos prefixados realizado no início da tarde pelo Tesouro.

Agencia Estado,

12 de junho de 2006 | 16h07

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.