Juro futuro fecha o dia em forte baixa na BM&F

O contrato de depósito interfinanceiro (DI) com vencimento para janeiro de 2008, o mais negociado na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), encerrou o dia em forte baixa, projetando taxa de 14,68% ao ano. No dia anterior, este mesmo contrato estava a 14,80% ao ano. Em dia de decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) sobre a taxa básica de juros do País (Selic), a queda no mercado de juros refletiu em parte a expectativa quase consensual dos analistas de corte de 0,50 ponto porcentual na taxa. O que provocou uma baixa tão acentuada, contudo, foram as previsões para o corte na Selic a partir da reunião seguinte do Copom, em agosto. O mercado ganhou reforços ainda pela manhã para ampliar suas apostas otimistas de novos cortes. As declarações do presidente do Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA), Ben Bernanke, de que a desaceleração no ritmo da atividade econômica norte-americana "está ocorrendo", o que poderá "ajudar a limitar a pressão inflacionária ao longo do tempo", levaram os mercados internacionais à euforia e o mercado doméstico não foi exceção.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.