Juro futuro fecha quase estável, em dia fraco de negócios

O mercado de juros teve um dia fraco de negócios e com baixa oscilação de taxas, que permaneceram praticamente estáveis em relação aos fechamentos anteriores. A taxa do Depósito Interfinanceiro (DI) com vencimento para janeiro de 2008, por exemplo, o mais líquido dos contratos de DI futuro, oscilou de 15,46% a 15,51%, e fechou projetando taxa de 15,49% ante 15,50% de sexta-feira, na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F). Os juros domésticos não se abalaram nem mesmo com a alta das taxas dos títulos do Tesouro dos EUA (Treasuries) ante aumento inesperado no número de vendas de imóveis novos nos EUA. As vendas de imóveis novos para uma única família subiram 4,6% em maio ante abril (mas estão 5,9% abaixo de maio do ano passado). Economistas esperavam queda de 4% nas vendas. No panorama geral, permanece o compasso de espera pela reunião do Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA), que define, na quinta-feira, o rumo das taxas de juro norte-americanas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.