Juro futuro recua após inflação sob controle nos EUA

Os juros futuros estão em queda nos contratos de DI negociados na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), após o relatório de julho do índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) nos Estados Unidos ter confirmado as previsões. A leitura imediata dos mercados é de que o Fed (banco central americano) poderá prolongar a pausa na alta dos juros básicos norte-americanos. Às 10h25, o vencimento de DI futuro de janeiro de 2008, na BM&F, projetava taxa de 14,32% ao ano, na mínima do dia. Ontem a taxa havia fechado em 14,37% ao ano. Agora que as incertezas em relação à política monetária norte-americana parecem diminuir, o mercado tende a se debruçar sobre outro problema: qual o tamanho da desaceleração da economia dos EUA? Um cenário mais ameno lá fora em relação à política monetária nos EUA reforça espaço para o Banco Central brasileiro continuar cortando a taxa Selic - e a curva de juros ainda tem muito a precificar as comentadas possibilidades de três quedas de 0,25 ponto porcentual até o final do ano. Os mais otimistas já falavam nas chances de um próximo corte de 0,50 pp caso as incertezas quanto à política monetária do Fed diminuíssem, mas isso está longe de ser consenso e ainda é prematuro avaliar as chances de crescimento dessa aposta, inclusive por causa da ata mais conservadora do Copom.

Agencia Estado,

16 de agosto de 2006 | 10h30

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.