Juro futuro recua na BM&F, com presença de estrangeiros

Na expectativa pela decisão - ou, mais precisamente, pelo comunicado do banco central americano (Fed) sobre a política de juros nos EUA - o mercado brasileiro de juros deve manter-se retraído e cauteloso hoje até o meio da tarde. O BC americano anuncia sua decisão às 15h15 (hora de Brasília). Na abertura do pregão eletrônico hoje na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), no entanto, apareceu um fluxo vendedor, que colocou as taxas de juro de prazo longo em queda nos contratos futuros de depósitos interfinanceiros (Dis). Profissionais identificaram investidores estrangeiros aplicando recursos nesses DIs (janeiro de 2009, que tinha taxa de 11,76% ao ano por volta das 10 horas, ante 11,79% ontem; e janeiro de 2010, com 11,75% hoje, ante 11,79% de ontem), provavelmente em uma aposta por parte desses investidores de que o comunicado do Fed hoje não trará surpresas negativas. Na verdade, o mercado continua dividido e cheio de dúvidas sobre a forma como a autoridade monetária norte-americana vai tratar a equação inflação em alta e desaceleração econômica. E se o comunicado vai assumir claramente que houve piora na margem tanto da inflação quanto da atividade. De toda forma, como há incertezas, tem gente apostando em um BC americano mais condescendente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.