Juro futuro segue cenário externo e fecha em alta

As principais taxas futuras de juros fecharam hoje em alta na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), em dia em que os investidores aproveitaram para retirar parte dos ganhos acumulados. O contrato de depósito interfinanceiro (DI) com vencimento em janeiro de 2008 encerrou projetando taxa de 12,09% ao ano, ante 12,07% ao ano do dia anterior. Outro contrato de DI bastante negociado, DI com vencimento em janeiro de 2009, terminou com taxa de 11,82% ao ano. Ontem, este mesmo DI fechou a 11,76% ao ano. Em um dia de agenda fraca, tanto no Brasil quanto no exterior, os juros futuros seguiram o rumo dos negócios no mercado externo, onde as bolsas se ressentem da alta do preço do petróleo. O ajuste, no entanto, não significa mudança de tendência, mas apenas uma correção natural depois de um período de quedas sucessivas das taxas, segundo operadores. Nesta sexta-feira, mais um indicador mostrou inflação contida no Brasil: o Índice de Preços ao Consumidor - Semanal (IPC-S) de até o último dia 23 subiu 0,43%, ante alta de 0,54% apurada no indicador anterior. O resultado ficou dentro das estimativas dos analistas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.