Juro futuro sobe com aversão ao risco

O contrato de depósito interfinanceiro (DI) com vencimento em janeiro de 2008, o mais negociado na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), fechou em 15,37% ao ano nesta segunda-feira, contra 15,10% do fechamento de sexta-feira. O mercado de juros não escapou da turbulência que afetou os mercados no mundo inteiro. A "aversão ao risco" continuou a dar o tom dos negócios, com os investidores buscando ativos mais seguros, o que significa migrar de países emergentes para mercados mais fortes, como o norte-americano e o japonês, por exemplo. A forte queda nos juros dos títulos do Tesouro dos EUA, vista por este prisma de compra de ativo seguro, seguiu provocando estragos entre os mercados emergentes.

Agencia Estado,

22 de maio de 2006 | 16h10

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.