Juro futuro sobe, com fuga para títulos dos EUA

O contrato de depósito interfinanceiro (DI) com vencimento em janeiro de 2008, o mais negociado na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), fechou hoje com taxa de 15,10%, contra 14,95% do fechamento de ontem. Os juros abriram em baixa, movimento que não se sustentou ao longo do dia. A melhora ocorrida na parte da manhã era determinada pela ausência de indicadores importantes, por uma certa calma no mercado externo e ainda pelos efeitos do leilão de prefixados de ontem (no qual Tesouro optou por não vender integralmente as ofertas). Entretanto, ao mesmo tempo em que as taxas dos títulos do Tesouro dos EUA iam caindo, os juros por aqui passavam a subir. Entre os operadores, aumentou a percepção de que houve um movimento de troca de ativos aplicados em países emergentes para ativos de menor risco, como os títulos do Tesouro norte-americano. É o famoso "flight to quality", ou "vôo para a Qualidade".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.