Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Juro futuro sobe com incerteza no quadro político

O movimento de prevenção de prejuízo ("stop loss") que pressionou as taxas futuras de juros ontem deve prosseguir hoje. No sistema eletrônico GTS de negociações na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), que antecede o pregão à vista a partir das 10 horas, as taxas já operam nas máximas no início desta manhã. O contrato de DI (depósito interfinanceiro) futuro mais negociado, de vencimento em janeiro de 2008, já batia a taxa de 14% ao ano, ante fechamento ontem a 13,88% ao ano. O ímpeto do mercado por zeragem de posição nesta manhã pode ser percebido no volume de contratos negociados no pregão eletrônico: em apenas 30 minutos de negócios, foram registrados cerca de 130 mil contratos no DI janeiro/08. Segundo operadores, a deterioração do quadro político afeta os negócios. E, nesse momento de incertezas, crescem os rumores de que novas denúncias seriam publicadas pelas revistas semanais no fim de semana, aproximando o escândalo ainda mais do presidente da República. "Esses boatos fizeram preço ontem e, ao que tudo indica, devem continuar pressionando o mercado hoje", afirma um operador. A preocupação com o rumo da economia internacional alimenta esse clima de apreensão. Segundo operadores, parte da saída de recursos do País se deve a saques de fundos de hedge com aplicações no País, com o objetivo de cobrir perdas registradas no exterior.

Agencia Estado,

22 de setembro de 2006 | 09h49

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.