Juro futuro sobe para 14,66%, com leilão de títulos

O contrato de juro para janeiro de 2008 (o mais negociado) fechou a quinta-feira em alta, projetando taxa de 14,66%, contra taxa de 14,65% de ontem. O mercado de juros abriu o dia pressionado pela alta dos juros do Tesouro norte-americano, que refletiam os dados sobre mão-de-obra divulgados hoje pelo Departamento do Trabalho dos EUA. Depois os juros cederam um pouco, seguindo a desaceleração dos juros dos títulos norte-americanos, que refletiam uma releitura positiva sobre os dados de hoje. Mas, no final da tarde, os juros futuros acompanharam o movimento do dólar (que diminuiu a queda, encerrando em -0,22% na Bolsa de Mercadorias & Futuros) e voltaram a subir. Segundo operadores, a desaceleração da cotação do dólar e o leilão de títulos prefixados - no qual foram vendidos integralmente os lotes de 7 milhões de Letras do Tesouro Nacional (LTN) e 600 mil Notas do Tesouro Nacional - série F (NTN-F) - impediram que o mercado seguisse em queda no fechamento. Embora os papéis tenham sido vendidos dentro do consenso do mercado - o que indica que houve demanda pelos títulos -, o volume é grande e é um fator de pressão sobre os juros futuros.

Agencia Estado,

04 de maio de 2006 | 16h15

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.