Juro futuro sobe um pouco, mas alta é pontual

O mercado de juros tem um começo de pregão ligeiramente pressionado hoje, na expectativa do leilão de títulos públicos do Tesouro Nacional, com a oferta de 6 milhões de títulos prefixados. Como as taxas futuras recuaram nos últimos dias, operadores consideram provável que o mercado tente ampliar os prêmios dos contratos para o leilão de hoje. Mas, ressaltam, esse movimento é uma correção pontual e não significa uma tendência. Os indicadores econômicos divulgados hoje nos EUA não devem alimentar a pressão sobre o mercado. Os dados apontaram para crescimento comedido da economia norte-americana, sem sugerir riscos inflacionários. Por aqui, os indicadores de inflação e atividade também estão em linha com a idéia de queda de juros. Às 10h18, no pregão da Bolsa de Mercadorias & Futuros, o contrato futuro de DI (depósito interfinanceiro) com vencimento em janeiro de 2008 projetava taxa de 13,73% ao ano, ante o fechamento ontem a 13,71%.

Agencia Estado,

14 de setembro de 2006 | 10h20

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.