Juro futuro termina em baixa, à espera de eleição

O contrato de depósito interfinanceiro (DI) com vencimento em janeiro de 2008, o mais negociado na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), terminou o dia projetando taxa de 13,60% ao ano, em queda de 0,29%. Ontem, este mesmo contrato encerrou a 13,64% ao ano. O mercado de juros ingressou em clima de "compasso de espera" no último pregão antes do primeiro turno da eleição presidencial, reduzindo o volume de negócios e a volatilidade das taxas. O mercado continua trabalhando com a hipótese de que o pleito será definido no domingo - o que é considerado o melhor cenário para os negócios. Caso não se confirme essa expectativa, é provável que haja volatilidade na próxima semana. O ambiente externo contribuiu para a tranqüilidade do mercado de juros. Os dados divulgados pela manhã praticamente ficaram em linha com as expectativas dos economistas e provocaram reações amenas no mercado externo.

Agencia Estado,

29 de setembro de 2006 | 16h12

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.