Juro futuro volta a fechar em baixa com melhora externa

O contrato de depósito interfinanceiro (DI) com vencimento em janeiro de 2008, o mais negociado na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), terminou o dia projetando taxa de 13,71% ao ano, em queda de 0,29%. Ontem, este mesmo contrato encerrou o dia a 13,75% ao ano. O tom positivo do mercado de juros voltou a prevalecer hoje. Depois da correção dos mercados ontem, provocada pela queda dos preços de commodities metálicas e do petróleo - sintomas do enfraquecimento da economia mundial -, o mau humor internacional deu uma trégua. E permitiu que os DIs voltassem a olhar para a inflação e a atividade domésticas em queda, cenário favorável para a continuidade da queda da taxa Selic. Operadores continuam lembrando o baixo resultado do IPCA de agosto, divulgado na semana passada, que subiu apenas 0,05%, o que coloca a inflação abaixo da meta para este ano, ainda que haja algum repique provocado por fatores sazonais até o final do ano. E, segundo a pesquisa Focus, permite que se projete uma inflação também inferior à meta em 2007.

Agencia Estado,

12 de setembro de 2006 | 16h13

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.